sábado, 15 de abril de 2017

Próximo Filme


20 Abril
Mulheres do Século XX - 20th Century Women (2016)
de Mike Mills

sábado, 8 de abril de 2017

Próximo Filme

O Primeiro Encontro de Denis Velleneuve

13 Abril
O Primeiro Encontro
de Denis Velleneuve

quinta-feira, 6 de abril de 2017

Próximo Filme

Paula Rego, Histórias e Segredos de Nick Willing


7 Abril (6-feira)
Paula Rego, Histórias e Segredos
de Nick Willing

+

Hompesch Chez Moi
de Sara Marques

segunda-feira, 3 de abril de 2017

Próximo Filme

Toni Erdmann (2016) de Maren Ade

6 Abril
Toni Erdmann (2016)
de Maren Ade

Programação Abril 2017

6 Abril
Toni Erdmann
de Maren Ade



7 Abril (Sessão Especial)
Paula Rego, Histórias e Segredos
de Nick Willing


+

Hompesch Chez Moi
de Sara Marques




13 Abril
O Primeiro Encontro
de Denis Velleneuve



20 Abril
Mulheres do Século XX
de Mike Mills



27 Abril
A Toca do Lobo
de Catarina Mourão


27 Abril de 2017

Sexta-feira - Sessão #1354
21h45 Cine-Teatro Garrett

A Toca do Lobo (2015) de Catarina Mourão

A Toca do Lobo (2015)
de Catarina Mourão 
102 min, Portugal
Documentário, M/12
vencedor Prémio do Público Indielisboa 2015
crítica: Público [JM], Público [LMO], DN, ÀPaladeWalsh

A Toca do Lobo (2015) de Catarina Mourão

sinopse:
O escritor Tomaz Xavier de Azevedo Cardoso de Figueiredo nasce em Braga, a 6 de Julho de 1902. Pouco depois, a família muda-se para a Casa de Casares, construída pelo seu avô materno em Arcos de Valdevez. Aos 12 anos vai para o Colégio dos Jesuítas, em La Guardia (Galiza, Espanha) e, em 1920, ingressa no Curso de Ciências Jurídicas, em Coimbra. Em 1930, já casado, vai para Tarouca como notário. Mais tarde passa pela Nazaré, Ponte da Barca e Estarreja. Durante a década de 1950, é-lhe diagnosticada doença psiquiátrica, que o obriga a internamento hospitalar. O seu romance "A Toca do Lobo", Prémio Eça de Queiroz em 1948, em que o escritor revive a sua infância e juventude, dá nome a este filme realizado por Catarina Mourão ("Desassossego", "À Flor da Pele", "Pelas Sombras"), sua neta. O que começou como um projecto de doutoramento na Universidade de Edimburgo (Escócia) transformou-se num documentário transgeracional sobre a sua própria família. O momento decisivo para a sua realização aconteceu com a descoberta de um programa de televisão nos arquivos da RTP sobre Tomaz de Figueiredo, que ela nunca conheceu mas que parece falar-lhe directamente. "Aí foi o momento em que eu disse: este filme tem de ser sobre o meu avô. Porque senti que, de uma forma quase fantasmagórica, ele me estava a convocar para fazer este filme. Na história, narrada na primeira pessoa pela realizadora, "passado, presente e futuro estão todos juntos ali como se fossem um só", resume. [ PÚBLICO ]

20 Abril de 2017

Sexta-feira - Sessão #1353
21h45 Cine-Teatro Garrett

Mulheres do Século XX - 20th Century Women (2016) de Mike Mills

Mulheres do Século XX - 20th Century Women (2016)
de Mike Mills
com Annette Bening, Elle Fanning, Greta Gerwig
118 min, EUA
M/12, Comédia Dramática
nomeado para Oscar Melhor Argumento
nomeado para Globo de Ouro de Melhor Actriz
crítica: Sight and Sound, NYTimes, SlantPúblico [JM], DN

Mulheres do Século XX - 20th Century Women (2016) de Mike Mills

sinopse:
EUA, finais da década de 1970. Dorothea Fields é uma mãe solteira de 55 anos que se esforça por educar Jamie, o filho de 15 anos, numa altura de grandes mudanças sociais e culturais. Apesar das dificuldades, terá a ajuda de duas mulheres muito diferentes de si mas com quem acaba por criar fortes laços de amizade: Abbie, uma artista punk que arrenda um quarto em sua casa; e Julie, uma adolescente inteligente e provocadora que vê o mundo de uma forma muito especial. As três vão ajudar Jamie a crescer, mostrando a sua visão sobre as mulheres, os relacionamentos ou a vida em si mesma. Escrita e realizada por Mike Mills, e candidata ao Óscar de Melhor Argumento Original, uma comédia dramática sobre o sentido da existência que se inspira na vida da própria mãe do realizador – da mesma forma que "Assim É o Amor" (2010), o seu filme anterior, se inspirara na do pai. O elenco conta com a participação de Elle Fanning, Greta Gerwig, Lucas Jade Zumann, Billy Crudup e Annette Bening que, com esta interpretação, foi nomeada para o Globo de Ouro de Melhor Actriz num Musical ou Comédia. [ PÚBLICO ]

13 Abril de 2017

Sexta-feira - Sessão #1352
21h45 Cine-Teatro Garrett

O Primeiro Encontro - Arrival (2016) de Denis Villeneuve

O Primeiro Encontro - Arrival (2016)
de Denis Villeneuve
com Amy Adams, Jeremy Renner, Michael Stuhlbarg, Forest Whitaker
116 min., EUA
M/14, Drama, Ficção Científica
nomeado para 8 Oscares
selecção oficial Festival Veneza
crítica: Sight and Sound, NYTimes, Slant, Público [JM], DN, ÀPaladeWalsh

O Primeiro Encontro - Arrival (2016) de Denis Villeneuve

sinopse:
A Terra é invadida por uma espécie extraterrestre. Enormes naves espaciais fixam-se em vários pontos do globo. Sem saber o que esperar, cientistas, governantes e pessoas comuns estão de respiração suspensa. Pode estar iminente uma guerra de proporções nunca vistas. Uma equipa de especialistas quer, antes de qualquer tomada de posição, compreender as verdadeiras motivações dos alienígenas. É então que Louise Banks, uma das mais conceituadas linguistas do mundo, é chamada a tentar uma abordagem amistosa com os invasores. Talvez ela, com a ajuda do matemático Ian Donnelly e do Coronel GT Weber, consiga encontrar uma linguagem que possa ser descodificada por ambas as espécies, criando uma ponte de compreensão mútua. Mas o risco de fracassar é elevadíssimo e pode colocar em causa a extinção da raça humana… Baseado num conto de Ted Chiang, um filme de ficção científica com realização de Denis Villeneuve ("Raptadas", "O Homem Duplicado", "Sicário - Infiltrado") e argumento de Eric Heisserer. "O Primeiro Encontro" conta com os actores Amy Adams, Jeremy Renner, Forest Whitaker, Michael Stuhlbarg e Tzi Ma. [ PÚBLICO ]

sexta-feira, 31 de março de 2017

7 Abril de 2017

Sexta-feira - Sessão #1351
21h45 Cine-Teatro Garrett

Paula Rego, Histórias e Segredos (2016) de Nick Willing (90min.)
+
Hompesch Chez Moi (2016) de Sara Marques (35min.)


Paula Rego, Histórias e Segredos (2016)
de Nick Willing
90 min, Reino Unido
documentário
imprensa: Jornal Notícias, Sábado, Observador



“Paula Rego, Histórias e Segredos” - Filme sobre Paula Rego realizado pelo cineasta Nick Willing, filho da artista plástica, no qual se revela pela primeira vez histórias e segredos da sua vida excepcional, uma vida de luta contra o fascismo, um mundo da arte misógino e a depressão. 
O filme terá estreia nos cinemas a 6 de Abril com um conjunto de iniciativas de homenagem a uma das grandes artistas portuguesas contemporâneas.

sinopse:
Conhecida por ser muito ciosa da sua privacidade, Paula Rego revela-se pela primeira vez neste filme, surpreendendo o seu filho, o cineasta Nick Willing, com histórias e segredos da sua vida excepcional, uma vida de luta contra o fascismo, um mundo da arte misógino e a depressão. Nascida em Portugal, um país sobre o qual o pai lhe disse que não era bom para as mulheres, Rego usou as suas imagens poderosas como uma arma contra a ditadura antes de se estabelecer em Londres, onde continuou a abordar questões sobre a situação da mulher como o direito ao aborto. Mas, acima de tudo, as suas pinturas são um vislumbre críptico sobre um mundo íntimo de tragédia pessoal, fantasias perversas e verdades constrangedoras. Nick Willing combina um grande arquivo de filmes caseiros e fotografias de família com entrevistas que percorrem 60 anos de vida e imagens de Rego a trabalhar no seu estúdio. E o resultado é um poderoso retrato pessoal da vida e obra de uma artista cujo legado vai sobreviver ao tempo, ilustrado visualmente em pastel, carvão e tinta a óleo.



+

Hompesch Chez Moi (2016)
de Sara Marques
35 minutos, Portugal
https://www.facebook.com/hompeschchezmoi

Hompesch Chez Moi (2016) de Sara Marques

Filme realizado no âmbito do mestrado de Comunicação Audiovisual da ESMAE por Sara Marques, foi um dos selecionados para os Prémio Sophia Estudante, na categoria documentário, onde ficou classificado em 2º lugar, na 3ª edição do prémio.

sinopse:
Daniel Hompesch, pintor belga, a residir em Portugal há mais de 20 anos, recebeu, em 2015, a notícia de um cancro incurável. A sua rotina sofreu alterações, nomeadamente o lado artístico. Com consequências a nível físico, o cancro fez com que a criação das suas obras demorasse mais tempo. No entanto, a relação amorosa que mantém com a sua companheira atual, mãe da realizadora deste filme, é o apoio que necessita para ultrapassar os piores momentos.

6 Abril de 2017

Quinta-feira - Sessão #1351
21h45 Cine-Teatro Garrett

Toni Erdmann (2016) de Maren Ade

Toni Erdmann (2016)
de Maren Ade
com Peter Simonischek, Sandra Hüller, Michael Wittenborn, Thomas Loibl
162 min, Alemanha/Aústria
M/12, Drama, Comédia
nomeado para Óscar Melhor Filme Estrangeiro
selecção Oficial Festival Cannes
crítica: Sight and Sound, NYTimes, SlantPúblico [JM], Público [LMO], Público [VC], DN, ÀPaladeWalsh

Toni Erdmann (2016) de Maren Ade

sinopse:
Já na casa dos 60, Winfried Conrad é um antigo professor de música conhecido pelo riso fácil e pelo gosto pela vida. A sua forma desprendida e um pouco irresponsável é uma das razões pelas quais se tornou distante de Ines, a sua extraordinariamente bem-sucedida filha. Ao contrário do progenitor, ela é sisuda, controlada e muito dedicada à carreira. Um dia, consciente do afastamento entre ambos, ele resolve fazer-lhe uma visita surpresa em Bucareste (Roménia), a cidade onde ela trabalha há já alguns anos. O encontro revela-se um fracasso e eles acabam por se distanciar ainda mais. Até que, algum tempo depois, ele regressa, desta vez vestindo a pele de Toni Erdmann, um "alter ego" inventado por si que, ao infernizar a vida da filha contando mentiras a todos os seus contactos, lhe vai mostrar o que verdadeiramente importa para ser feliz… Terceira longa-metragem da realizadora alemã Maren Ade ("The Forest for the Trees" e "Todos os Outros"), uma comédia dramática protagonizado por Peter Simonischek e Sandra Hüller. Estreado no Festival de Cinema de Cannes, onde lhe foi atribuído o prémio Fipresci (pela Federação Internacional dos Críticos de Cinema), foi também vencedor do Prémio Lux de Cinema do Parlamento Europeu e obteve cinco galardões nos Prémios do Cinema Europeu (melhor filme, realização, argumentista, actor e actriz). Nomeado para Melhor Filme Estrangeiro nos Globos de Ouro, "Toni Erdmann" concorre também aos Óscares na mesma categoria. [ PÚBLICO ]